:::: MENU ::::

Scrum e PMBOK 5ª ed.: Trabalhando juntos na Gestão de Projetos – Parte 03

Para você que está chegando agora é extremamente importante que você leia os posts anteriores aqui e aqui. Para você que já me acompanha: Boa leitura! 🙂

Ultimas premissas para o inicio do projeto

Uma das coisas em comum entre um projeto ágil e um projeto “tradicional” são atividades formais, principalmente aquelas que registram marcos importantes em um projeto, ações que devem ser realizadas e aquelas que não devem. Por essa razão precisamos do apoio de metodologias, boas praticas e modelos mais tradicionais como o Guia PMBOK.
Lembre-se: O Guia PMBOK assim como Scrum, não são “bala de prata” e nunca serão.
A partir de agora os passos serão descritos sequencialmente de forma que os processos do PMBOK e cerimonias do Scrum possam ser sugeridos. Este sequenciamento é apenas uma sugestão que por enquanto tem dado certo em meus projetos, porem os mesmos podem ter outras ordenações de acordo com o tipo de projeto ou a cultura de Gerenciamento de Projetos da sua empresa. Vale ressaltar que alguns processos se repetem algumas vezes durante a vida do projeto.

Iniciando o projeto

Start

O termo de abertura (TAP) ou Project Charter, é o documento que autoriza formalmente o projeto. Ele é quem informa quem será o gerente do projeto e define com mais clareza os objetivos do projeto, quais os seus limites, define o âmbito do projeto bem como o produto final. Nele são documentados premissas e riscos de alto nível. Em teoria, e na prova de certificação, a TAP é emitido pelo patrocinador do projeto.
Na prática este documento normalmente é feito pelo GP de posse de informações como:

  • Produtos e serviços resultantes do projeto, frutos de um plano estratégico da empresa ou licitação feita pelo cliente;
  • Business Case;
  • Contrato, em caso de clientes externos;
  • Acordos, em caso de clientes internos.

Este documento deve ser pequeno, fácil leitura e com limites bem definidos para que se tenha segurança, transparência durante o projeto e que se possa entregar em tempo hábil o produto do projeto.

Responsável por essa realização: Gerente do Projeto

Momento da realização: Fora do Ciclo Scrum

Este processo é originário do PMBOK que é muito útil no Scrum, podendo ser usado no inicio de um projeto ou no inicio de uma fase do projeto para que se tenha clareza de o que será realizado durante o projeto ou da fase do projeto, e os envolvidos no projeto (mais sobre isso no próximo post).

Fim da primeira parte da inicialização do projeto.

Sei que o post ficou curtinho mas a falta de tempo é quem está me prejudicando e se eu tivesse colocado a segunda parte da inicialização do projeto o post também tinha ficado enorme.

Forte abraço e não deixe de comentar!

 


Então, o que você acha disso?